Medicamento pode
reduzir risco de cancro
em mulheres com o mesmo
gene “defeituoso”
de Angelina Jolie
Mulheres com o gene defeituoso BRCA1 têm risco de cancro da mama entre 65-79% ao longo da vida
O cancro da mama começou
a ser analisado de forma diferente quando a atriz Angelina Jolie decidiu fazer uma dupla mastectomia,
depois de ter descoberto
que tinha o gene BRCA1
Isso associado ao historial
familiar fazia com que tivesse
87% de hipóteses de contrair
cancro da mama
10 anos depois
Há um medicamento que pode diminuir o risco de cancro
da mama e manter os níveis
de progesterona mais baixos,
em mulheres com o mesmo
gene “defeituoso”


Mas as mulheres com os genes
BRCA1 ou BRCA2 podem remover
os dois seios para reduzir
o risco de cancro
O medicamento pode atrasar
ou evitar a necessidade
de uma mastectomia
Leia o artigo
completo